Congresso Científico de Juazeiro do Norte traz palestrantes renomados para discutir conhecimento popular e científico

Com o intuito de trazer para a região um grande encontro para discutir os caminhos da pesquisa científica, a Faculdade de Juazeiro do Norte - FJN realizou a primeira edição do Congresso Científico de Juazeiro do Norte, entre os dias 26 e 29 de novembro, com mais de 1500 participantes. O evento apresentou o tema: “Evidências que não se negam: do conhecimento popular ao científico” e contou com minicursos, palestras, concurso de cordel, premiações em dinheiro e apresentações de trabalhos científicos, com categorias a partir do Ensino Médio até a pós-graduação.

A abertura (26) aconteceu no Boulevard Buffet e Eventos com a palestra do professor Dr. Odorico Moraes, que apresentou os dados e resultados de sua pesquisa com a pele de tilápia. Confira mais sobre a abertura aqui.

Para a Diretora Acadêmica da FJN e idealizadora do Congresso, profa. Dra. Milana Drumond, o evento é um avanço na pesquisa científica da faculdade, uma das pioneiras a incentivar essa prática no dia a dia dos alunos. Ela destaca também a importância de, já na primeira edição, trazer participantes internacionais, como é o caso dos pesquisadores mexicanos vindos da Universidad Autónoma de Sinaloa e da Univerdad de Sonora. Eles ministraram o minicurso Educação e pesquisa avançada: Perspectivas para o futuro, falando de suas experiências acadêmicas com a pesquisa acadêmica.

O congresso recebeu também duas figuras importantes nacionalmente: o professor doutor e historiador, Leandro Karnal, e a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana. Segundo o Diretor Geral da FJN, Prof. Dr. Marcondes Landim, trazer palestrantes reconhecidos foi uma grande inovação para a instituição, que já havia realizado 10 edições da Semana de Iniciação Científica. Dessa forma, o Congresso consolidou a FJN como uma das Instituições de Ensino Superior mais influentes do Cariri.